Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Miró, Factura da Sorte e afins

por AM, em 10.02.14
Alguns apontamentos dos últimos dias e que deixo aqui para reflexão:

- Toda esta história em volta dos quadros de Miró só demonstram os tiques de rico de que padecemos, e que sempre foi nosso apanágio desde os tempos da monarquia, onde a nobreza vivia no luxo e o povo na miséria.
Agora temos uma classe politica onde uns não sabem governar (todo este processo do leilão foi muito mal explicado, andaram as obras escondidas sabe-se lá onde e agora, sem mais nem menos vão ser vendidas) e do outro lado uma oposição que é a caricatura perfeita de todas as oposições de esquerda ou direita ao longo das ultimas décadas.
Portanto, é melhor ficarmos com uns quadros que nem eram legado do Estado, guardados numa barracão qualquer, do que vende-los e abater a divida do BPN que está a ser paga por todos os contribuintes. Estamos a falar de um espólio que nem era do Estado, era de uma entidade credora, portanto não estamos a perder qualquer tipo de património.

- Em relação às facturas da sorte, este novo "concurso" promovido pelo governo não é mais que uma caricatura da nossa realidade. Muito criticamos a evasão fiscal, o enriquecimento ilícito, mas quando se trata de fazer alguma coisa contra isto, baixamos a cabeça e assobiamos para o lado. Para combater esta postura, o governo apostou em algo que tantos gostamos: na sorte.
Se acho isto uma medida correcta? Não, porque há toda uma promiscuidade em torno desta questão, parece que estamos numa situação folgada para andarmos com sorteios deste género.
Se é uma medida inteligente? Sim, porque agora muitos dos que dizem contra a medida, pedem factura e o Estado ganha duas vezes, seja pelo combate à evasão fiscal, seja pelos próprios prémios, pois quem quiser ficar com o carro (onde o estado poupa 23% do valor total por ser IVA) terá de pagar imposto de selo que vai para precisamente para o Estado.


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:38



Um novo rumo, sem nunca esquecer o que ficou para trás, guardando sempre as melhores memórias.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2005
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2004
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D